Páginas

quinta-feira, 16 de março de 2017

- Sabes do que é que eu gosto em ti? Acho incrível mesmo e não sei porquê.
- O quê?
- É quando alguém te pergunta a tua opinião sobre qualquer coisa e tu respondes e não perguntas de volta. Por exemplo, eu pergunto-te se gostas de basket e tu dizes sim e acabou ali. Por vezes fico à espera que tu me perguntes de volta e não o fazes e então fico naquela de dizer a minha opinião ou estar calado.
- Não percebo em que medida é que isso pode ser incrível.
- Porque há a necessidade de manter uma conversa a fluir e tu sentes-te bem no silêncio, és a primeira com quem me aconteceu. Imagina  que um dia por acaso fazes a pergunta de volta e eu penso "ai eu não planeei isto mas vou responder" e digo tudo da forma mais pura que consigo

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Saldos

Hoje eram 10h30 e andava eu nos saldos. Vou jurar para nunca mais, porque aquela gente é maluca, acho que prefiro ir mais lá no meio da temporada.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

A última semana de aulas

ou "Como morrer aos bocadinhos em 5 dias úteis"


esta semana é literalmente uma casa a arder

domingo, 4 de dezembro de 2016

Às vezes no silêncio da noite...

eu penso que tu finalmente te resolveste na vida e me ligas. Não sei se voltaria para ti ou se alguma vez iria ser como antes. Na verdade não sei se queria que me falasses, isso iria despertar tantas memórias e acima de tudo sentimentos e eu não tenho a certeza que quero abrir essa caixa de Pandora. Às vezes tenho saudades de um abraço, de uma piada tua que me faça rir, daquela forma de me apoiares e de gostares de mim como eu era: pequena e ligeiramente psicótica. Às vezes sinto falta de te dizer como correu o meu dia, da forma como me correram as coisas, daquela mensagem a meio da tarde a perguntar como estou, o "conduz devagar", o "tem cuidado". Saudades daquelas coisinhas que ninguém liga.

Eu tenho quase a certeza que nunca vou encontrar alguém como tu foste para mim: o quase perfeito, o quase na hora certa. Mas, feliz ou infelizmente, eu não sou feita de quases, eu preciso de tudo a que tenho direito e não vou parar enquanto não encontrar isso. E eu sei, acredita que sei, que o meu perfeito anda por aí.

Apesar de tudo, eu quero saber se estás bem. Se vires isto, diz qualquer coisa.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Replay infinito #13



Please don't stay in touch

Não guardo rancor a ninguém, excepto a uma pessoa em toda a minha vida. Pondo isto de uma forma mais cor de rosa, tenho umas coisas para lhe dizer.

Hoje foi o ouvi falar nela, mas não percebi nada porque estava mais entretida a mandá-la à merda tal como nos últimos 2 anos. Morre longe cabrão :)

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Replay infinito #12


E é quando me falas que eu sinto...
Que as palavras são amargas como o tinto
E esses lábios doces cor de vinho
Só me mentem ao dizer “Eu não te minto”!
E nesses olhos verdes absinto
Eu só consigo ver um labirtinto.
E é quando tu te calas que eu penso... 
Porque é que não és feito de silêncio? 

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Das coisas que detesto, para além de me fazerem esperar quando sabem que não vão chegar, é que me prendam. Eu sou um corpo e acima de tudo uma alma livre. Eu faço o que quero, quando quero e se me apetecer querer. Não gosto que me prendam, que me digam "agora és minha": querido, vê se aprendes que eu não sou nem serei de ninguém. Acima de tudo sou minha e sou a pessoa mais importante na minha vida. Na realidade, quanto mais fores possessivo comigo mais eu me declaro do mundo e me passo ao fresco.