Páginas

terça-feira, 25 de abril de 2017

Passaram 3 dias e ontem foi a serenata. Que esperança eu tinha na serenata. Sonhei tantas vezes traçar-te a capa como fiz em S. Leonardo. Sabes? De joelhos em cima da minha, enquanto ta ponho aos ombros. Aquele passo que para mim é importante, ouvir a serenata contigo e chorar no teu peito a ouvir as guitarras.
Ouviste a canção de embalar? A que eu te cantava quando adormecias no meu colo? Lembras-te? eu lembro demasiado bem. Quando ouvi os primeiros acordes pensei em ti - como fiz durante a serenata toda - mas e tu? Tu lembraste-te de mim e daquela vez que fiquei no carro a passar a mão nos teus caracóis?
Ontem parecias tão bem trajado. O que eu dava para estar contigo naquele momento.

domingo, 23 de abril de 2017

Replay Infinito #14



Ao que eu vejo tudo foi para ti 
Uma estúpida canção que só eu ouvi
E eu fiquei com tanto para dar..

sábado, 22 de abril de 2017

Sobre a traição

no princípio da primavera apaixonei-me por um anjo de caracóis. Achava eu que ele se tinha apaixonado por mim. É uma dor infinita o que sinto, uma frustração imensa, algo que nunca tinha sentido antes. Pensava que não havia pior que conhecer a pessoa certa no momento errado, mas há e é infinitamente pior. Eu quase que o amava e ele foi beijar outra rapariga - e admitiu que já fala com ela há uns tempos, assim como admitiu que está a começar a gostar dela. Estou sem chão, um vazio no meu peito. Porque que não se apaixonou por mim mas por ela sim? Porquê que não ficou comigo? Porquê que me traiu? Porquê que ela vai ficar com o meu anjo eu eu tenho que me conformar com isso? Eu dei-lhe tanto e agora fiquei sem nada. Parecia tudo tão perfeito, as viagens, os abraços, os beijos. A esperança que ele me dava, a motivação para fazer melhor. Agora é um vidro todo partido no chão, com estilhaços por todo o lado.
Dói tanto tanto tanto e não consigo sentir ódio ou raiva dele. Só queria que ele dissesse que era tudo mentira, acordar deste pesadelo.


Mas não vai acontecer, pois não?

quinta-feira, 16 de março de 2017

- Sabes do que é que eu gosto em ti? Acho incrível mesmo e não sei porquê.
- O quê?
- É quando alguém te pergunta a tua opinião sobre qualquer coisa e tu respondes e não perguntas de volta. Por exemplo, eu pergunto-te se gostas de basket e tu dizes sim e acabou ali. Por vezes fico à espera que tu me perguntes de volta e não o fazes e então fico naquela de dizer a minha opinião ou estar calado.
- Não percebo em que medida é que isso pode ser incrível.
- Porque há a necessidade de manter uma conversa a fluir e tu sentes-te bem no silêncio, és a primeira com quem me aconteceu. Imagina  que um dia por acaso fazes a pergunta de volta e eu penso "ai eu não planeei isto mas vou responder" e digo tudo da forma mais pura que consigo

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Saldos

Hoje eram 10h30 e andava eu nos saldos. Vou jurar para nunca mais, porque aquela gente é maluca, acho que prefiro ir mais lá no meio da temporada.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

A última semana de aulas

ou "Como morrer aos bocadinhos em 5 dias úteis"


esta semana é literalmente uma casa a arder

domingo, 4 de dezembro de 2016

Às vezes no silêncio da noite...

eu penso que tu finalmente te resolveste na vida e me ligas. Não sei se voltaria para ti ou se alguma vez iria ser como antes. Na verdade não sei se queria que me falasses, isso iria despertar tantas memórias e acima de tudo sentimentos e eu não tenho a certeza que quero abrir essa caixa de Pandora. Às vezes tenho saudades de um abraço, de uma piada tua que me faça rir, daquela forma de me apoiares e de gostares de mim como eu era: pequena e ligeiramente psicótica. Às vezes sinto falta de te dizer como correu o meu dia, da forma como me correram as coisas, daquela mensagem a meio da tarde a perguntar como estou, o "conduz devagar", o "tem cuidado". Saudades daquelas coisinhas que ninguém liga.

Eu tenho quase a certeza que nunca vou encontrar alguém como tu foste para mim: o quase perfeito, o quase na hora certa. Mas, feliz ou infelizmente, eu não sou feita de quases, eu preciso de tudo a que tenho direito e não vou parar enquanto não encontrar isso. E eu sei, acredita que sei, que o meu perfeito anda por aí.

Apesar de tudo, eu quero saber se estás bem. Se vires isto, diz qualquer coisa.